Palavra do Médico



O câncer de mama destaca-se como a principal causa de morte por câncer nas mulheres que têm entre 40 e 69 anos de idade. A Organização Mundial da Saúde estima que ocorram mais de 1 milhão de novos casos de câncer de mama por ano em todo o mundo. Só no Brasil, são esperadas aproximadamente 50.000 incidências, em 2011.

Isso acontece porque, na maioria dos casos, a doença é diagnosticada em estágio avançado, o que torna necessária a implantação de medidas para o diagnóstico precoce, aumentando significativamente as chances de cura. Para que isso aconteça é necessário que todas as mulheres tenham conhecimento sobre o autoexame das mamas, além de acesso médico para a realização do exame clínico em todas as faixas etárias. Para as mulheres com 40 anos ou mais, é recomendado que o exame clínico seja realizado anualmente; para aquelas que tem entre 50 e 69 anos a mamografia é recomendada, pelo menos, a cada dois anos.

Mulheres que tenham pelo menos um parente de primeiro grau (como mãe, irmã ou filha) com diagnóstico de câncer de mama, mulheres com história familiar de câncer de mama masculino, ou ainda, mulheres com biópsia prévia da mama com lesão proliferativa, podem antecipar a mamografia e realizá-la a partir dos 35 anos.

É recomendável, como medida preventiva, atividades físicas diárias para evitar a obesidade, além de abolir o tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas e gordura saturada em exagero.

01 – Com as mãos na cintura, em frente ao espelho, observe o formato e o contorno de suas mamas. Observe se estão iguais e procure por caroços, depressões ou qualquer outra alteração na aparência da mama, aréola e mamilo;

02 – Repita este procedimento com as mãos para o alto e observe também se o sutiã faz marcas só em uma mama, como machucados ou inchaços;

03 – Agora, em posição deitada de barriga para cima, coloque um travesseiro embaixo do seu ombro direito e examine toda a sua mama com a mão esquerda. Repita o procedimento no outro lado. Este exame é realizado com os dedos esticados sobre a sua mama, pressionando-a de modo delicado em movimentos circulares;

04 – Depois, ao tomar banho, ensaboe bem as mamas e axilas. Deste modo suas mãos percorrerão melhor sua pele o que facilitará o exame. Com a coluna reta coloque o braço atrás da nuca e, com a ponta dos dedos, percorra todas as áreas da mama em movimentos circulares de fora para dentro, procurando por espessamentos ou caroços. Use a mão direita para examinar a mama esquerda e vice-versa;

05 – Os movimentos circulares, tanto para o exame em pé quanto para o deitado, devem ocorrer da parte externa superior da mama (perto da axila) em direção ao mamilo. A avaliação dos mamilos e aréolas devem ser realizadas com pressão suave observando atenciosamente a presença de secreções e lesões na pele sensível, assim como nas aréolas.

» Clique e comente
+
Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Comentário